31.1.11


Por entre dias mais difíceis de passar, outros cheios de trabalho, uns mais monótonos e outros em autêntica depressão e solidão, quatro meses na maravilhosa cidade de Barcelona se foram passando. Tinha uma semana para acabar o meu trabalho, apresentar a minha colecção, tratar das vendas pós desfile e podia voltar à minha querida Lisboa.
Mas primeiro, tinha que fazer um trabalho que inicialmente nem me pertencia. A direcção esta a preparar a nova campanha d&g men e fiquei encarregada de fazer o styling e de trabalhar em conjunto com o fotógrafo para que as fotos ficassem naturais e esteticamente bonitas. Não estava minimamente nervosa com a phoshoot visto que o modelo era o meu querido conhecido Lionel Messi. Os quatro meses em Barcelona tinha servido para se criar uma amizade entre nós, e tudo o que fazia com ele era bastante simples e relaxado, por isso sabia que não ia ter problemas…
Escolhi dois conjuntos para ele vestir…e falei com a maquilhadora/cabeleireira para explicar o que queria.
-Entonces que voy quedarme guapo hoy? – perguntou com um sorriso no rosto mal entrou no estúdio.
-Sí. Viene te voy a mostrar lo que tienes que vestir.
Ele seguiu-me e rápidamente criamos dois looks diferentes que ele podesse usar no dia a dia e para tornar a photoshoot muito mais simples.
Ao fim de 3 quartos de hora já tínhamos as 3 fotos escolhidas para fazerem parte dos painéis de publicidade.

  

  

 

  

Digamos que apesar de isto ser tudo um pouco estranho para ele, ele até se saía muito bem.
Nessa semana deixei que ele me convencesse a ir a um jantar com os jogadores do Barcelona. Não é que me apetecesse ir, mas primeiro não queria fazer-lhe uma desfeita e segundo não escondia que adorava o facto de ir conhecer maior parte do plantel do Barça… Eu adorava aquela equipa… é obvio que nunca seria aquela paixão como a paixão que eu nutria pelo meu Benfica, mas era um futebol muito bom de se apreciar com gosto.
Optei por um look mais descontraído para o jantar visto que não era nada formal… Vesti um vestido preto que tinha comprado na Zara, que combinava com as minhas meias calças que davam a ilusão de serem meias pelos joelhos e para completar o look os meus botins da chanel. O Cabelo ia solto, a maquilhagem bastante normal.

 

 

 

 

 

O Messi passou pelo hotel para me levar e não deixei de reparar no olhar que ele me lançou quando me viu o que me deixou um quanto incomodada.
A viagem foi rápida e em minutos estávamos em frente a casa do Gerard Piqué que era onde ia ter lugar o jantar.
Mal entrei, por mais estranho que pareça o centro de atenções em vez de ser o Messi era eu, porque ficou tudo literalmente colado a olhar… Eu juro que se tivesse um buraco enfiava-me mesmo nele.
Mas o Messi percebeu o quanto me senti envergonhada e insegura e fez questão de quebrar aquele desconforto, começado por me apresentar aos rapazes.
No Jantar estavam, o Piqué (obvio dono da casa não é), o Bojan, o Andrés Iniesta, o David Villa, o Xabi, o Puyol e o Messi, sendo eles jogadores do Barcelona, mas entre os convidados também pode conhecer, o Fernando Torres e as namoradas de alguns dos mesmos. Para minha surpresa, estava lá o Di… O que me deixou em êxtase… eu tinha conhecido mesmo pouco dele, mas era óptimo velo de novo. Depois de o desconforto do desconhecido passar, a noite até foi bem passada, com algum abuso na bebida a mistura, mas eu ainda era capaz de me lembrar de tudo o que tinha feito e dito. Estava alegre, vá!
O Messi levou-me a casa… Messi esse que estava 100% sóbrio… E fartei-me de o elogiar por isso.
-Deberías ter bebido un poquito Messi, juntarte a la fiesta.
Ele riu. – No, después no te poderia trazer a casita.
-Ahhh yo llamaba un taxi. Tan simples cuanto eso.
-No, yo prometí que te llevaría a casita, yo te llevo.
-Sí que eres tan querido.
(…)
Na última semana apresentei o meu “bebé” ao público. A minha colecção que tanto trabalho tinha dado, mas que eu sabia que ou era agora ou nunca. Tinha dado o meu melhor, e isso ia-se reflectir no meu trabalho.
Fiquei ainda mais feliz porque convenci quase o plantel do Benfica todo a vir ver a apresentação do desfile e os jogadores do Barcelona que também fizeram questão de estarem presentes.
Devo confessar que fiquei intimidada com a presença do media, mas sabia que isso era uma parte fundamental para o meu sucesso.
As modelos estavam prontas, tava tudo óptimo, no ponto, a musica começou a tocar, os convidados enchiam os lugares e o show começa.
(desfile)
No fim do desfile, segui até meio da passarela para agradecer e o meu coração aqueceu quando ouvi uma ovação de palmas… Isto era o inicio do meu futuro e acabava de ter um feedback positivo. Os meus olhos brilharam e o meu instinto voltou a despertar quando olhei para a plateia e vi o Aimar com um sorriso enorme nos lábios e com orgulho no olhar que estava direccionado para mim.
O desfile acabou, e ainda tive direito a um aftershow no hotel onde estava hospedada.
Depois de agradecer a todos e de uns quantos discursos, o meu primeiro instinto foi encontrar o Aimar que estava entre o Saviola e o Salvio, puxá-lo discretamente para um canto mais reservado e matar o meu desejo num beijo fogoso.
-Estas tan hermosa, y el show fue un suceso. Parabienes cariño.
-Gracias Pablito… - disse mordendo ligeiramente o lábio inferior… -Viene arriba conmigo. – pedi-lhe.
-¿Que no van sentir tu falta aquí? – perguntou mas eu calei-o rápidamente com um beijo.
-No te preoucupes, viene. – disse-lhe puxando-o de novo, muito discretamente,  pelos cantos e recantos do hotel


Espero que tenham gostado do novo capítulo e obrigado pelos comentários.

Este capítulo vai ser dedicado à Pipa. eu sei que é dificil, mas tens de pensar positivo querida, odeio ver-te assim e espero que este capitulo ajude.

tags:
sinto-me: T.T
música: goten project - la gloria
link do postPor pablitoaimar, às 23:55  ver comentários (2) comentar

27.1.11

Novo Capitulo gente :) Desculpem a demora, mas isto de mudar de cidade, escola nova, e imensos trabalhos andava a dar cabo de mim :x

Espero que gostem :)

Obrigado a todos os leitores desta fic e aos novos leitores espero que passem uma óptima estadia neste blog.

Ontem fui com a Pipa ver o Rio Ave - Benfica *-* inesquecivél.

 


 

 

40 


Acordei envolvida nos seus braços. As suas mãos estavam sobre a minha barriga fazendo pequenos círculos carinhosos. Sabia que ele estava acordado. Coloquei as minhas mãos sobre as dele e ri-me.
-¿Que? – perguntou-me ainda baixinho, tinha acordado à pouco tempo.
-Que no estoy grávida! – disse envolvendo as minhas mãos nas dele.
-Yo sé, estoy solamente practicando para cuando estuvieres.
Virei-me para ele, sabia que ele estava a falar a sério. Sorri envergonhadamente e olhei-o nos olhos.
-Podemos esperar solamente más un poquito… Cuando yo volver… -ele interrompeu a minha frase colocando os dedos sobre os meus lábios.
-És coando quisieres cariño. – disse beijando-me os lábios.
(…) Apesar de não querer nada, tinha que o deixar. Tinha um dia inteiro à minha espera, em casa, com a Sara.
-Yo te llevo. – disse-me depois de tomarmos o pequeno almoço.
Quando ele parou o carro enfrente ao meu apartamento ambos vimos o Javi sair do prédio o que provocou um risinho no carro.
-Te amo. – disse-lhe beijando-o e despedindo-me dele.
-Te quiero llevar al aeropuerto ayer!
-Claro Pablo. Yo te llamo sí?
-Sí cariño. Te amo. – disse beijando de novo os meus lábios.

Entrei no prédio e nem pensei duas vezes em trabalho. Sabia que isto amanha acabava, mas nem quis pensar nisso.
Entrei e encontrei a Sara enroscada num lençol a ver tv.
-AWWWWWW AMOR! – disse levantando-se num ápice para me abraçar.
-Sarona! – gritei, levantando-a no ar tentando que o lençol não lhe caísse.
- Pensei que já nem vinhas, o Aimar roubou mais tempo de ti do que eu! – resmungou.
-Ah pois claro… como isso fosse importante que eu nem sei que tu tiveste bem divertida a noite passada.
-Huh? Eu? Não? – disse tentando disfarçar.
-Pois, claro… mente que eu gosto! – disse-lhe fazendo olhinhos.
-Mentir? Eu? Não! Nem sei do que estás a falar.
-Mas sei eu! Que vi o Javi sair do prédio á bocadinho… E eu até poderia pensar que ele te veio fazer uma visita sei lá… ou trazer alguma coisa. Mas visto que te apanho nua enroscada num lençol e ele, bem ele ia meio despenteado… Acredito plenamente que te divertiste! – disse-lhe directamente, rindo-me da expressão dela em reacção ao que eu tinha acabado de dizer.
-Sim e tu não te divertiste nada, aposto! Um dia inteiro com o sr. Aimar!
-Animadíssimo! Pelo menos eu admito… Mas conta-me e a tua vidinha como vai?
-Bem… tenho imensas saudades tuas :x Como deves calcular não é? O trabalho anda mais puxado, mas assim até me ocupo mais… Tenho é de arranjar tempo para o Javi… - disse-me com um sorriso nos lábios…
-AHHHHH E SABIA! Estava mais que visto! – disse, saltando literalmente para cima do sofá, sentando-me ao lado dela.
-Opá é verdade! No inicio foi mais aquela coisa ombro amigo que dá consolo extra… Eu consolava-o por causa da Elena e ele a mim por causa do Franco. Conclusão… acabamos por descobrir que afinal o consolo passou a atracção. A atracção passou a namorico, e isto tudo junto deu em amor… Estamos apaixonados que mais posso eu dizer?
-Ahhh tão fofos! Amo demais Sarinha! Espero que finalmente sejas feliz que bem mereces… - disse-lhe dando-lhe imensos beijos no rosto… 
-E o Aimar e tu?
-O Aimar e eu? Estamos óptimos como podes ver! – disse-lhe com um enorme sorriso no rosto. –E ele… bem ele esta mortinho por ter um filho comigo… - disse desviando o olhar e senti as minhas bochechas virarem vermelhas…
-Explica-me lá isso! – disse a sara com uns olhos que quase lhe saltavam da cara.
-Sim… opa eu consigo ver no olhar dele, nos gestos dele, no sorriso dele e até já falamos sobre isso…
-E tu queres? – perguntou-me imediatamente.
-Quero! – disse com um sorriso que transpirava alegria e pureza no meu rosto. –Nunca me senti pronta para ser mãe… Mas agora, mais do que nunca, sinto que estou pronta, sinto que é a altura, sinto que preciso de dar esse passo com o homem que mais amo nesta vida, percebes? – disse olhando-a nos olhos.
-Então não percebo… Esse teu sorriso de amor ardente diz tudo.
(…)
3 meses se passaram, com dias mais fáceis e dias mais difíceis, mas os problemas tinham que ser ultrapassados. A minha colecção estava quase pronta e em breve poderia voltara a Portugal.
Tinha estado no Norte no fim-de-semana passado. Tinha aproveitado para ir visitar a família e como o Benfica vinha jogar a Vila do Conde, combinei ir ver o jogo com a namorada do David :D o que serviu para fortalecer a nossa amizade. Eu sempre a tinha achado uma óptima rapariga, a ideal para o David… ela era a metade que faltava nele. Obvio que nos fartamos de apoiar os nossos homens… Do inicio ao fim…
Nesse fim-de-semana quase nem estive com o Pablo, o que me irritava, eu sentia a necessidade de o teu por perto, mas tinha que voltar a Barcelona.

tags:
sinto-me: :3
música: robyn - dancing on my own.
link do postPor pablitoaimar, às 22:40  ver comentários (6) comentar

mais sobre mim
●▲■▼
chat
ⓐⓘⓜⓐⓡ
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic