19.11.10

Olá  meninas eu prometi e venho aqui! Devo só informar que o capitulo é pequeníssimo, e peço imensas desculpas desde já. Não pensem que ando a tentar desviar-me de vir aqui ou algo do género, simplesmente não ando com cabeça nem com tempo para escrever ultimamente. Então hoje foi para esquecer. Dia das limpezas cá em casa... Peço imensas desculpas eu sei que é mesmo pequeno, mas foi o que deu para escrever. Amanha há mais e maior, fica aqui a promessa desde já :)

Obrigada pelo apoio e por lerem e comentarem a minha fic.

 

p.s - para quem perguntou a música que estava antes no blog chama-se On your head da Tiffany Page.

 

23

 

 

Depois do jantar, fui para o quarto tinha que ligar ao Aimar e foi o que eu fiz.
-Hola cariño. – disse-lhe, logo quando ele atendeu.
-Hola pequeña, como estas?
-Con saudades tuyas!
-Podes quedarte aquí esta noche… Podes quedarte aquí cuando quisieres…
-Yo lo sé Pablo, pero hoy no poso. Quería hablar contigo sobre Londres.
-Sí… Eres esta semana no?
-Sí… Sara no puede ir conmigo…
-Ella no iría contigo de cualquier forma. -disse interrompendo o meu pensamento.
-No? – perguntei curiosa.
-No… Porque yo voy!
-Pablo… - ri-me. – No necesitabas ir se no lo quisieses.
-Pero yo quiero.
-Pero, y los paparazis? Se nos viren yuntos van a pensar que estamos mismo yuntos…
-Yo se cariño… Pero… yo te amo, quiero estar contigo, eles pueden decir que estamos yuntos, pero somos discretos nunca van a saber mucho más cariño… Pero se no quisieres yo no voy.
-No, no! Yo quiero mucho… so me preocupaba eso, pero se no te preocupa a ti, esta todo bien. Mañana voy preparar las cosas e tratar del avión por eso paso por tu casa a las 8 da noche.
-Ok cariño…mira no quieres mismo pasar aquí la noche.
Ri-me. – Tu sabes que yo quiero, pero no puedo.
-Eres tan mala. – riu-se.
-Yo sé cariño. Va quédate bien, te amo Pablito. 
-Te amo pequeña.
E desligamos. Estava feliz, mais não podia estar. Já nem queria saber dos jornais nem das revistas para nada. Se quisessem encher uma revista inteira com fotos nossas em Londres e dizer que éramos um casal que o fizessem… nada disso me importava. Eu estava bem com o que ele achava bem, por isso nada ia estragar a minha felicidade. Estavam mesmo destinados a serem dois dias fantásticos. Por um lado um sonho meu concretizado e por outro, ia ter o amor da minha vida ao meu lado numa cidade maravilhosa, só nós os dois.
Dormi, com o desejo de ter adormecido noutro quarto, noutra cama, e acompanhada, mas não podia ser. Acordei bem cedinho para tratar de tudo. A primeira coisa que fiz foi as malas, com tudo o que precisava, se bem que ficava sempre com aquele instinto de que faltava alguma coisa. Liguei para o aeroporto para confirmar as passagens de avião e estava tudo confirmado. Agora só tinha de esperar quase um dia inteiro para ir buscar o Aimar, fazer o check in e voar dali para fora. Aproveitei a tarde para ir as compras. Já que estava de folga havia mais era que aproveitar e já que precisava de um guarda-roupa novo de inverno lá fui eu assaltar o shopping como dizia a Sara… Ela só dizia isso porque eu vinha sempre cheia de sacos embora. Mas desta vez não abusei e trouxe só algumas coisas essenciais. Almocei uma última vez com a Sara antes de ir embora. Despidi-me dela, e como era meu habito avisei-a para ter juízo… Era mesmo habito, as vezes parecia mãe dela mas não era por mal.
A tarde demorou a passar, mas quando não se faz nada para se passar bem a tarde ainda costuma ser pior.
Eram quase 7 horas e decidi ir arranjar-me. Tomei um banho relaxante.

  

 

Vesti um conjunto novo que tinha comprado que era comporto por um vestido branco de renda vintage, um casaco azulão estilo militar, com umas legguins pretas e umas botas rasas cinzas com aspecto envelhecido. Dei um jeito no cabelo muito simples, usei um pouco de maquilhagem e estava pronta. Quando dei por ela já eram quase 8 da noite. Por isso enfiei as malas no meu carocha e zarpei para casa do Pablo. Estacionei enfrente ao prédio e mandei uma sms.
-Hola cariño. Mira ya estoy abajo, te espero o quieres ayuda con las maletas?
-No preciso de ayuda e se te vienes arriba ya no sales yaqui.
Ri-me da resposta dele e esperei no carro, ate que em minutos vi-o sair do prédio com uma mala que rapidamente colocou na mala do carro e no qual saímos juntos dali para fora.
Estávamos quase a chegar ao aeroporto e os seus olhos ainda não tinham saído de cima de mim.
-Mira pára el carro.
Olhei-o. –¿Que te olvidaste de algo?
Ele limitou-se a não responder por isso parei o carro na berma da estrada. Olhei-o nos olhos e vi um sorriso formar-se nos seus lábios. O seu rosto chegou perto do meu e beijou-me suavemente os lábios, as suas mãos agarraram o meu rosto puxando-me para ele.
-¿Eso era tudo saudades? – perguntei assim que quebramos o beijo.
Ele sorriu, eu sorri, liguei o carro e voltei ao nosso destino.
Fizemos o check in, entramos no avião e descolamos dali para fora. Num par de horas estaríamos em Londres.
A viagem decorreu normalmente, sem sobressaltos e bastante animada até. Íamos em 1st class e mesmo assim as pessoas pareciam não tirar os olhos de nós o que sinceramente já nem me importava.

 

 


tags:
sinto-me: >_
música: coldplay - in my place
link do postPor pablitoaimar, às 18:08  comentar

De sofiarc ॐ a 19 de Novembro de 2010 às 18:47
apesar de pequenino, o capítulo está fantástico +.+
querooo maaais :b

De Anonimo a 19 de Novembro de 2010 às 20:35
obrigado por teres dito o nome da música ;)
o capitulo pode estar pequeno mas nao deixa de estar mt bom!
Continua! ;p

De Rita (miscarúúú) a 19 de Novembro de 2010 às 22:28
Londres, estou anciosa por esse capitulo especial :)

beijos***

De Ana a 21 de Novembro de 2010 às 22:53
quando escreves mais Janee ? estou super curiosa.

mais sobre mim
●▲■▼
chat
ⓐⓘⓜⓐⓡ
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic