16.12.10

33


Passei a minha última noite em Portugal com o Pablo. Por mais estranho que pareça, não fizemos amor. Ficamos apenas bem juntinhos, numa troca de carinhos e beijos. Não o queria deixar ali, neste momento da minha vida era difícil estar 5 dias longe dele. Obvio que tínhamos telemóvel e internet, mas ambos achávamos que não era a mesma coisa.
Acordei bem cedo, ainda queria ir a casa despedir-me da Sara antes de ir para o aeroporto.
Passei por lá para me despedir dela e aproveitei para me despedir do Javi que também estava lá, peguei nas malas que já tinha feito e estava pronta para ir.
O Pablo levou-me ao aeroporto e apesar de muita gente olhar para nós por nos verem juntos, nem ligamos. Eu tinha a tristeza estampada no rosto, o Pablo apertava a minha mão na sua com uma certa força. Fiz o check in e ouvi a chamada para o voo. Dirigimo-nos à porta de embarque. E sem me importar com os olhares alheios, apertei-o contra o meu corpo num abraço sentido, e sussurrei-lhe que o amava enumeras vezes depois de lhe beijar apaixonadamente os lábios.
Segui mas apenas para voltar a parar uns metros à frente, voltei a olhar para trás e lá estava ele, no mesmo sítio, com os olhos postos em mim, sem se mexer um único centímetro. Podia ver a tristeza, também ela no seu olhar. Larguei as malas corri na sua direcção. Ele agarrou o meu corpo e eu saltei para o seu colo. Beijei-o intensamente. Sabia que só o iria ver no daqui a uma semana.
A viagem passou num ápice e cheguei a Barcelona ainda com tempo para um almoço bem sossegado. No entanto a minha cabeça estava constantemente em Portugal. Entrei num táxi, que me levou até ao local onde ia ficar hospedada durante 4 meses. A melhor parte disto tudo era que eu não tinha que pagar nada, só apenas o que quisesse comprar para mim. Tinha alojamento num dos melhores hotéis de Barcelona pago, com direito a pequeno-almoço, almoço e jantar. Ia ter um carro alugado só para mim para fazer o percurso que ia do ateliê da dolce & gabbana ao hotel e para não falar na minha futura primeira colecção que ia ser completamente financiada pela marca. Sabia que tinha de aproveitar bem esta oportunidade, pois se tudo corresse bem não ia ter estes benefícios na próxima colecção. Teria de ser tudo por mim própria e por minha justa conta.
Decidi ir instalar-me na suite antes de almoçar, queria ainda trocar de roupa para ter melhor aspecto aos olhos de todos com quem passaria a trabalhar.
Optei por saia ligeiramente godés de cinta subida, creme com padrão floral preto que fazia par com uma camisola de algodão preta com um padrão branco as bolinhas, completei o conjunto com um casaco verde-esmeralda muito bo-ho e com umas botas pretas, estilo semi-militar com um pouco de salto e abertas à frente.
Apanhei o cabelo num rabo de cabelo, com um pouco de maquilhagem e estava óptima. Não queria parecer demasiado extravagante ou simplória. Queria ter um toque de mim mesma, misturado com o chique dolce & gabbana e que estava muito in.

  

 

Almocei no hotel, onde foi extremamente bem servida o que me deixou logo com óptimo humor.
O taxista levou-me ao segundo ponto da minha viagem, assim que lhe mostrei para que morada me dirigia. Parou em frente a um edifício enorme, com um design arquitectónico romântico misturado com o contemporâneo. Sabia que estava na sede oficial da marca dolce & gabbana onde tudo o que estava por de trás dos desfiles e produtos de venda nas lojas acontecia.
Dirigi-me bastante confiante à recepção, onde expliquei quem era e para o que vinha. A senhora bastante simpática que me atendeu, levou-me até a uma sala enorme onde se encontrava uma mulher que só de observar podíamos ver o quão poderosa era no sentido figurativo da palavra com uma assistente ao lado.
-Buenas tardes Jane. Como hay sido combinado, puedes empezar trabajando ahora se quisieres. Te esperando ternemos un Audi TT blanco que será tu coche durante tu estadía. Esta eres Carla, te ayudará a conocer el edificio tu atelier como puderás trabajar e todas la tuyas dubidas. Ela habla portugués para todos los casos. Todo lo que necesitares para tu colección pedirás a Carla y ella me pedirá por escrito. Puedes a inda contactar con los designers oficiales de la marca cuando ambos estuvieren aquí. De momento están en Londres por eso no será posible. Espero que tengas percibido todo. Alguna dubida, hablas con Carla. Buena suerte señorita. – Despejou a directora de marketing da marca assim que entrei na sala. Há qual eu só tive tempo para dizer um ok e sair dela para fora com a tal Carla que pelos vistos ia ser o meu braço direito aqui.
A Carla levou-me até ao meu ateliê que se situava no 3º piso do edifício e só para perceberem a imensidão de onde eu me estava a meter o meu ateliê era literalmente o piso todo, divido em 3 secções onde o meu trabalho seria desenvolvido. E só não me caiu tudo mal saímos do elevador porque sabia controlar-me.
-Tem aqui uma primeira zona onde começará a trabalhar! Terá um mês inteiro para esta primeira fase onde vai idealizar a sua pesquisa, esboços, desenhos… A colecção em si.- explicou minuciosamente a Carla. – É natural que se sinta bastante só no primeiro mês, porque vai ficar a trabalhar literalmente sozinha neste piso durante um mês, mas todo o que precisar é só me dizer. Considere-me como uma assistente pessoal. – disse num Português quase perfeito ainda que com um sotaque espanhol arrastado pelo fim das suas frases.
-Depois terá o 2º e o 3º mês onde passará para a segunda fase deste ateliê. Aqui terá costureiras ao seu completo dispor para tudo o que for preciso e máquinas que fazem mil e uma coisas. Aqui desenvolverá a sua colecção. Passara do papel para a vida real por assim dizer. Numa última fase terá o 4º mês para na terceira parte de ateliê juntamente de uma marketing de moda juntar tudo e começar os preparativos para o desfile de apresentação da colecção ao público. E basicamente é isso. Tem tudo o que precisa aqui para trabalhar. Eu vou-me retirar, qualquer coisa liga deste telefone para o 243 que eu estou ao seu dispor.

E basicamente era isto! O meu futuro estava limitado a estes 4 meses nos quais teria de me matar a trabalhar para criar o mais imperfeito que se aproximasse da perfeição.

Comecei por me adaptar ao espaço. Tinha que pensar na inspiração para a minha colecção. Um tema. Acabei por definir um horário de tempo para distribuir o trabalho. A primeira semana deste mês seria dedicada totalmente à pesquisa de inspiração e temas e à idealização de um painel de ambiente. A 2ª e 3ª semanas seriam para o desenho de esboços e ilustração final dos coordenados da colecção. E a última semana do primeiro mês seria para a escolha de tecidos e padrões a ser utilizados na confecção.
A Carla parecia-me mesmo simpática e estava lá realmente para tudo o que eu precisasse. Até me trouxe um Café com pastéis de nata para lanchar quando eu me esqueci que já passava da hora, perdida nas pesquisas. E assim perdida no meio de tanto trabalho tinha acabado o meu primeiro dia de trabalho. Preparei-me para voltar ao hotel, mas passei primeiro pela recepção para me despedir da Carla.
-Adeus Carla, até amanha. Já agora sabe-me dizer quando terei o carro? – perguntei rapidamente não lhe dando tempo para se despedir primeiro.
-O seu carro já esta na garagem. É só descer até ao -2 e encontrar um Audi Branco que estará no lugar P1. Aqui estão as chaves. – disse entregando-mas para as mãos. –Só mais um coisa, a sra. Antonella quer que esteja presente na festa da dolce & gabbana este fim-de-semana.
-Antonella? Deveria reconhecer o nome Carla? – perguntei um pouco envergonhada.
-Ah desculpe, não lhe foi apresentada nas melhores e devidas condições. A sra. Antonella é a senhora com quem falou esta manha, a directora de marketing.
-Ah ok, obrigada Carla, até amanha.
-Ate amanha.
Entrei no elevador e desci até ao -2. Estava claramente triste quando deveria estar felicíssima por o meu sonho se estar a realizar. Mas estava triste porque apesar de ter sido difícil deixar as pessoas que mais amava do outro lado da fronteira, agora também ia falhar à promessa de ir todos os fins-de-semana velos por causa de uma festa qualquer que nem sei porque raio me querem lá se não estou ligada directamente à marca.
Assim que cheguei à garagem, deparei-me com um placar que indicava as direcções a tomar consoante a letra do parque que queríamos. O meu olhar rapidamente procurou o “P” e segui as indicações. Quando cheguei ao local só estavam 5 carros estacionados no parque e o Audi TT branco destacava-se claramente. Destranquei o carro e entrei. Era a primeira vez que estava dentro de um carro daqueles. Não era os olhos da minha cara, mas sentia-me bem a conduzir aquele carro. Já dentro do carro encontrei um bilhete que dizia. “Cuide deste coche como se fuese su vida. Antonella.”
Sorri e segui caminho de volta ao hotel. Não jantei, não estava com apetite. Tomei um banho relaxante e decidi ligar ao Pablo e à Sara. Com a Sara tive a típica conversa de amiga curiosa/preocupada. E quando disse que não podia vela este fim-de-semana, senti a tristeza na sua voz ainda que ela tentasse disfarçar.
Minutos depois liguei ao Pablo.
-Cariño, como estas? Como fue? –ouvi-o hesitante do outro lado da linha.
-Fue bueno. Elles me tratan como se yo fuese preciosa, darán me un coche, hotel, atelier, todo yo no pago nadie…. Pero sintu tu falta Pablito. – disse num tom em que a mina voz fraquejou.
-Yo sé. Yo también siento tu falta cariño. –¿Será que puedo apañar un voló y quedarme contigo esta noche?
Ri-me apaixonadamente. – Eso era una buena idea. – fez-se silencio por instantes, sabía que tinha que lhe dizer. –Pablo… necessito te dicir una cosa.
-Sí… claro cariño… - ouvi do outro lado da linha.
-Yo no voy poder volver este fin-de-semana.- disse claramente com tristeza na mina voz. 
-¿No? ¿Pero, porque?
-Porque me quieren en una fiesta de la marca. Yo no quiero nadie irme pero dicen que tengo mismo que ir. Yo quería volver a quedarme contigo. Pero pienso que no va poder ser… Pero en el próximo fin-de-semana yo volvo.
-Se tienes que ir, te vas cariño, eres tu futuro, eres importante para ti.
-Si eres meo futuro pero tú eres mucho más importante.
-Te amo. – disse-me sinceramente o que me aqueceu o coração.
-También te amo. ¿Te ligo mañana si?
-Siempre que quisieres cariño.
(…)
A semana passou a correr. E depois de tanto trabalho, se calhar até me ia saber bem uma festa para relaxar. A festa era por causa da nova colecção man da dolce & gabbana que era comercializada pela cara de um jogador do Barcelona. E como iam estar todos os ligados à marca presentes na festa queriam que eu fosse para me apresentarem oficialmente.
A sra. Antonella, poderosíssima como sempre avisou que eu tinha que me arranjar à maneira de causar impressão, por isso pôs a Carla a tratar do que eu ia vestir, o que me irritou imenso porque eu como designer sabia o que vestir não precisava da ajuda de ninguém, mas tudo bem se era o que ela queria eu ia aceitar.
A Carla digamos que até fez um excelente trabalho. Arranjou um vestido da nova colecção do Alexander Mcqueen. O vestido era encantador com uma base tom de pele revestido a um sobreposto de renda preta que dava a ilusão de termos apenas um vestido de renda transparente vestido.  O vestido finalizava em “v” com um drapeado magnificamente espantoso. O conjunto tinha ainda um cinto de pele também ele preto que acentuava a cintura, e uns sapatos pretos também eles Alexander Mcqueen. Levei o cabelo solto, com uma maquilhagem mais arrojada e acompanhada por uma clutch preta onde só cabia o telemóvel e pouco mais estava pronta para a festa.

 

 


O meu sincero obrigado por todos os comentários e desculpem por não postar + 1 capitulo quando voces pedem. Mas não tenho tido tempo para escrever dois no mesmo dia, mas repito que para a semana terão uma surpresa.

tags:
sinto-me: : D
música: 30stm - kings & queens
link do postPor pablitoaimar, às 11:24  comentar

De Filippa a 16 de Dezembro de 2010 às 12:39
LINDO! *.*

De sofiarc ॐ a 16 de Dezembro de 2010 às 15:16
acho que não é preciso eu dizer que, mais uma vez, eu ADOREI o capítulo, no entanto, eu digo-o na mesma.
ADOREI, ADOREI, ADOREI ! :b
nós compreendemos o facto de não teres tempo para escrever e publicar sempre que te pedimos mais um capitulo, mas escreveres esta fic e publicares sempre que podes, já são razões mais que suficientes para te agradecer-mos.
eu ADORO a tua fanfic, Jane :D
e agora espero ansiosa pelo próximo capítulo.
beijinho, querida :)

De Solange a 16 de Dezembro de 2010 às 18:08
Mais uma vez PERFEITO !

Eu gostava de ler as tuas outras fics será possível?

Beijinhos Jane, continua :D

De Bianca a 16 de Dezembro de 2010 às 18:08
Há quanto tempo já não falamos... : \ Já tenho saudades =D
Mais uma vez, Amei, Maria Jane... Tá perfeitinho ^^
Vá, continua !
Beijãooo (L)

mais sobre mim
●▲■▼
chat
ⓐⓘⓜⓐⓡ
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic