27.1.11

Novo Capitulo gente :) Desculpem a demora, mas isto de mudar de cidade, escola nova, e imensos trabalhos andava a dar cabo de mim :x

Espero que gostem :)

Obrigado a todos os leitores desta fic e aos novos leitores espero que passem uma óptima estadia neste blog.

Ontem fui com a Pipa ver o Rio Ave - Benfica *-* inesquecivél.

 


 

 

40 


Acordei envolvida nos seus braços. As suas mãos estavam sobre a minha barriga fazendo pequenos círculos carinhosos. Sabia que ele estava acordado. Coloquei as minhas mãos sobre as dele e ri-me.
-¿Que? – perguntou-me ainda baixinho, tinha acordado à pouco tempo.
-Que no estoy grávida! – disse envolvendo as minhas mãos nas dele.
-Yo sé, estoy solamente practicando para cuando estuvieres.
Virei-me para ele, sabia que ele estava a falar a sério. Sorri envergonhadamente e olhei-o nos olhos.
-Podemos esperar solamente más un poquito… Cuando yo volver… -ele interrompeu a minha frase colocando os dedos sobre os meus lábios.
-És coando quisieres cariño. – disse beijando-me os lábios.
(…) Apesar de não querer nada, tinha que o deixar. Tinha um dia inteiro à minha espera, em casa, com a Sara.
-Yo te llevo. – disse-me depois de tomarmos o pequeno almoço.
Quando ele parou o carro enfrente ao meu apartamento ambos vimos o Javi sair do prédio o que provocou um risinho no carro.
-Te amo. – disse-lhe beijando-o e despedindo-me dele.
-Te quiero llevar al aeropuerto ayer!
-Claro Pablo. Yo te llamo sí?
-Sí cariño. Te amo. – disse beijando de novo os meus lábios.

Entrei no prédio e nem pensei duas vezes em trabalho. Sabia que isto amanha acabava, mas nem quis pensar nisso.
Entrei e encontrei a Sara enroscada num lençol a ver tv.
-AWWWWWW AMOR! – disse levantando-se num ápice para me abraçar.
-Sarona! – gritei, levantando-a no ar tentando que o lençol não lhe caísse.
- Pensei que já nem vinhas, o Aimar roubou mais tempo de ti do que eu! – resmungou.
-Ah pois claro… como isso fosse importante que eu nem sei que tu tiveste bem divertida a noite passada.
-Huh? Eu? Não? – disse tentando disfarçar.
-Pois, claro… mente que eu gosto! – disse-lhe fazendo olhinhos.
-Mentir? Eu? Não! Nem sei do que estás a falar.
-Mas sei eu! Que vi o Javi sair do prédio á bocadinho… E eu até poderia pensar que ele te veio fazer uma visita sei lá… ou trazer alguma coisa. Mas visto que te apanho nua enroscada num lençol e ele, bem ele ia meio despenteado… Acredito plenamente que te divertiste! – disse-lhe directamente, rindo-me da expressão dela em reacção ao que eu tinha acabado de dizer.
-Sim e tu não te divertiste nada, aposto! Um dia inteiro com o sr. Aimar!
-Animadíssimo! Pelo menos eu admito… Mas conta-me e a tua vidinha como vai?
-Bem… tenho imensas saudades tuas :x Como deves calcular não é? O trabalho anda mais puxado, mas assim até me ocupo mais… Tenho é de arranjar tempo para o Javi… - disse-me com um sorriso nos lábios…
-AHHHHH E SABIA! Estava mais que visto! – disse, saltando literalmente para cima do sofá, sentando-me ao lado dela.
-Opá é verdade! No inicio foi mais aquela coisa ombro amigo que dá consolo extra… Eu consolava-o por causa da Elena e ele a mim por causa do Franco. Conclusão… acabamos por descobrir que afinal o consolo passou a atracção. A atracção passou a namorico, e isto tudo junto deu em amor… Estamos apaixonados que mais posso eu dizer?
-Ahhh tão fofos! Amo demais Sarinha! Espero que finalmente sejas feliz que bem mereces… - disse-lhe dando-lhe imensos beijos no rosto… 
-E o Aimar e tu?
-O Aimar e eu? Estamos óptimos como podes ver! – disse-lhe com um enorme sorriso no rosto. –E ele… bem ele esta mortinho por ter um filho comigo… - disse desviando o olhar e senti as minhas bochechas virarem vermelhas…
-Explica-me lá isso! – disse a sara com uns olhos que quase lhe saltavam da cara.
-Sim… opa eu consigo ver no olhar dele, nos gestos dele, no sorriso dele e até já falamos sobre isso…
-E tu queres? – perguntou-me imediatamente.
-Quero! – disse com um sorriso que transpirava alegria e pureza no meu rosto. –Nunca me senti pronta para ser mãe… Mas agora, mais do que nunca, sinto que estou pronta, sinto que é a altura, sinto que preciso de dar esse passo com o homem que mais amo nesta vida, percebes? – disse olhando-a nos olhos.
-Então não percebo… Esse teu sorriso de amor ardente diz tudo.
(…)
3 meses se passaram, com dias mais fáceis e dias mais difíceis, mas os problemas tinham que ser ultrapassados. A minha colecção estava quase pronta e em breve poderia voltara a Portugal.
Tinha estado no Norte no fim-de-semana passado. Tinha aproveitado para ir visitar a família e como o Benfica vinha jogar a Vila do Conde, combinei ir ver o jogo com a namorada do David :D o que serviu para fortalecer a nossa amizade. Eu sempre a tinha achado uma óptima rapariga, a ideal para o David… ela era a metade que faltava nele. Obvio que nos fartamos de apoiar os nossos homens… Do inicio ao fim…
Nesse fim-de-semana quase nem estive com o Pablo, o que me irritava, eu sentia a necessidade de o teu por perto, mas tinha que voltar a Barcelona.

tags:
sinto-me: :3
música: robyn - dancing on my own.
link do postPor pablitoaimar, às 22:40 

De Pipa a 28 de Janeiro de 2011 às 18:32
Ai que o nosso jogo foi tao lindo :)
Ai que a mulher vai ficar grávida!
Adorei o capitulo,entao o final "a namorado da David" e o resto !Esta llindo :)
Jogo para repetir

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim