14.8.11

Capítulo 59 como é prometido meninas :) Espero que gostem

p.s - anónimo * no record referia lesão!

 


 

Acordei exactamente da mesma forma que adormeci, envolvida nos seus braços. Tentei-me mover sem o acordar, mas ele lá abriu os olhos sorriu para mim, ainda com a cara cheia de sono o que eu achei super fofo e deu-me um suave beijo.
-Buenos dias! – disse-me.
-Buenos dias cariño!
Levantei-me e fui tomar um banho, o Pablo ficou na cama. Saí calmamente da banheira, passei um pouco de creme pelo corpo, vesti a lingerie, lavei os dentes, sequei o cabelo e deixei-o com os seus “jeitos” naturais, pôs um pouco de perfume e voltei ao quarto para escolher o conjunto que iria usar.
Sabia tão bem sentir-me em casa de novo.
Passeava-me enfrente aos olhos atentos do Aimar enquanto escolhia o que vestir. Hoje segundo a sms que a Sara me tinha mandado ontem as meninas iam se juntar para ir ver o treino dos rapazes. Vesti uns calções básicos de ganga de cinta subida com um top branco e um casaco/túnica de cetim com um estampado floral, para completar o look optei pelos miu miu cinza, um pouco de maquilhagem e estava pronta. O Aimar continuava deitado na cama, apreciando cada movimento que eu fazia com o olhar, o que depois disto tudo, num silencio akward me fez soltar uma gargalhada.

 

 

 

 

-¿Te vas a quedar aí? – perguntei mas ele apenas sorriu para mim.
Fui até a cama e dei-lhe um saboroso beijo e ele finalmente foi-se arranjar… Eu fui ter com a Sara para irmos para o caixa futebol campus. Hoje o treino era a porta fechada, mas com uma ajudinha dos nossos homens, tínhamos a sorte de poder assistir. E o mister Jesus adorava-nos.
Eu e a Sara fomos as primeiras a chegar, de seguida chegou a Romanella, a Maria e por fim a Pipa, que estava a chegar hoje da Inglaterra.
Aproveitamos para colocar a conversa em dia. A Pipa passava cada vez mais tempo em Inglaterra do que cá… Era compreensível com o David lá. A Romanella parecia-me cheia de mistérios mas eu não estava a captar porque. A Maria conhecia o resto das meninas a bem pouco tempo. Era a namorada do Ruben, mas era super simpática e amorosa. A Sara fartou-se de falar das suas maravilhosas ferias com o Javi, e eu bastante discretamente, passei ao lado do assunto das minhas férias ou da falta delas e do facto de eu e o Pablo termos perdido um filho. Pelo menos todas ali respeitavam isso e  não tinham tocado no assunto.
O treino decorreu normalmente, apoiamos todos em geral, se bem que a tendência era para mandarmos aquele olhar, ou aquele beijinho para aquele jogador em especial de cada vez que eles se distraiam connosco. Quem não gostava nada destas distracções era o Jesus, mas nos lá lhe dizíamos todas adeus e ele sorria.
O que me estava a deixar confusa, era para alem do mistério todo da romanella, os olhares preocupados do Pablo, secalhar ele pensava que elas poderiam tocar no assunto e isso magoar-me… daí a preocupação dele… Mas havia alguma coisa no olhar dele que me dizia que não era isso. Muitas vezes durante o treino vi o Saviola falar com ele mais à parte e isso deixava-o nervoso. Ver o Pablo assim e não saber o que se passava, estava a dar comigo em doida.
O Jesus, apitava para o final da peladinha o que significava que o treino tinha chegado ao fim. Vi o Saviola dar uma pequena lapadinha de ensentivo nas costas do Pablo, e muitos dos jogadores presentes fizeram o mesmo assim como o Javi, o Nolito, o Gaitán e até mesmo o Jesus, não estava mesmo a perceber o que se passava ali, mas ia descobrir rapidamente, pois ele dirigia-se para mim. E quando ele se estava a aproximar, a Romanella, despediu-se apressadamente e encarregou-se de levar as outras com ela.
-Vámonos! Vámonos! Tengo que vos mostrar una cosa chicas! – disse, empurrando-as ligeramente a frente delas.
Vi todos a nossa volta desaparecerem e só ficarmos nos os dois. O Pablo abriu a pequena cerca de metal que dava acesso ao campo e pediu-me para sair.
Levantei-me segui-o até ao relvado, e sem dizer uma única palavra fixei o meu olhar no dele, o que quer que fosse que se passava, eu sentia que estava prestes a descobrir, e o meu coração já tinha disparado a mil.
Vi o Pablo soltar um sorriso breve e nervoso. Engoli em seco, estava com medo do que ia sair dali. Mas o meu medo em segundos desapareceu. Vi o homem que eu amava, o meu homem perfeito, abaixar-se e ficar apoiado num só joelho à minha frente, olhou-me fixamente e retirou uma pequena caixinha do bolso do hoodie que trazia vestido. Eu já estava perplexa neste momento, tinha levado as mãos a boca para tapar o meu espanto… E as lágrimas começavam a desfocar-me a visão…
-Jane… ¿quieres casar conmigo?
O meu interior estava aos pulos, como era possível… Isto era  a maior prova de amor que um homem podia fazer por uma mulher, e ali estava ele, ajoelhado e tudo com um anel maravilhoso na mãos a pedir-me em casamento.
-Sim! Sim! Quer dizer… Sí! Sí!  - respondi em êxtase.
Ele levantou-se tomou-me no seu colo e beijou-me fervorosamente.
Ambos sorriamos, estávamos felizes. E nada, mas nada podia destruir esta felicidade.

tags:
sinto-me: ^^
música: coldplay - the scientist
link do postPor pablitoaimar, às 00:22  comentar

De Thelma a 14 de Agosto de 2011 às 00:42
Aiiiiiiiiiiiiiii, vai haver casório!!!!! *.*
ohhh paaaaa *.*
quero saber como vai ser isso!!!!!
ve la se me convidas! haha :P
continua Jane :3

De Andreia a 14 de Agosto de 2011 às 01:28
Jane, está lindo, este homem é mesmo, aiiii, a última parte está mesmo linda, tão querido, emociona...

De Pipa a 14 de Agosto de 2011 às 02:37
Ai que lindo *.*
Marie Jane vais casar?!Epah eu estou lá com o meu home!
Adorei a parte de a Pipa passar maior parte do tempo em Inglaterra com o DAVID!!!

Besos

De Annie a 14 de Agosto de 2011 às 13:53
Está perfeito, que fofos

De sofiarc a 15 de Agosto de 2011 às 16:35
Lindoooooo *.*
Ai, eles vão casar!
Gostei tanto, Jane!
Adorei esta parte: "O Aimar continuava deitado na cama, apreciando cada movimento que eu fazia com o olhar, o que depois disto tudo, num silencio akward me fez soltar uma gargalhada." *-*

Continua com o excelente trabalho :)
Beijinho*

mais sobre mim