26.8.11

Acabei o trabalho na Vogue, era quarta, despachei-me o mais depressa que pode. Tinha que chegar a casa preparar um necessaire para um dia, e apanhar o voo para Barcelona.
A equipa, partiria amanhã para o Mónaco para defrontar o F.C.P na supertaça, mas antes disso eu tinha de ir a Barcelona à apresentação dos equipamentos. 
Foi quase tudo a voar, saí, preparei tudo assim que cheguei a casa, ainda perdi uns 20 minutos na marmelada com o Pablo… sim, sim na marmelada… oh vocês sabem. Ia estar um dia e uma noite fora, e ele tinha um jogo importante num par de horas, e precisavamos de um tempinho para nós. Ele saiu para o estádio e eu segui para o aeroporto, para apanhar o meu voo.
Num par de horas cheguei a Barcelona e fiquei logo a saber que o Benfica tinha eliminado o Twente da Champions League, numa vitória por 3-1, o que formou automaticamente um sorriso no meu rosto.
Dei entrada num hotel no centro da cidade e caí bem redondinha na cama. Estava cansada, e amanhã era um longo dia.
Acordei, vesti o conjunto que tinha escolhido para este dia, uma blusa branca com uns calções salmão, uns sapatos vermelhos lanvin, amarrei o cabelo numa trança, um pouco de maquilhagem e segui para Camp Nou.

 

 

 

 

A apresentação aos jogadores, clube e sócios maioritários do clube tinha corrido maravilhosamente e todos pareciam bastante satisfeitos.
-Muy lindo Jane, es un trabajo muy bueno. – disse-me o Piqué.
-Sí muy bueno. – completaram o Xavi e o Messi.
-Gracias chicos… pero necesito un favor!
-Sí todo lo que quisieres. – disse-me o iniesta.
-Chicos, mañana acaben con el Porto. Quiero una victoria muy grande y guapa. 6-0!! – disse com sede de vinganca no olhar.
Eles sorriram. –Nosostros vámonos para ganar!
-Muy bien chicos… Gracias.
Despedi-me deles do presidente e tratei de me despachar para apanhar o voo de volta a Portugal.
E tive uma grande surpresa quando cheguei a Portugal, até porque encontrei o Ruben no aeroporto e pelos vistos de partida.
-Ruben, olá!  - disse-lhe cumprimentando-o com um abraço e um beijo no rosto.
-Olá Jane, tudo bom? Estas a chegar?
-Sim! Sim! Fui a Barcelona fazer a apresentação dos equipamentos para esta época.
-Que bom, mas olha agora tenho mesmo que ir…
-Espera um segundo… - pedi-lhe. – Que se passa contigo, ultimamente não te tenho visto, e não apareceste no aniversário do David nem nada, e logo tu, mas o David pareceu nem se importar… Passa-se alguma coisa Ruben, deixas-me preocupada homem. Passo mais tempo com a tua namorada do que contigo, esta tudo bem?
-Sim, sim é umas coisas que eu ando a preparar com o David, mas agora não posso explicar, quando eu voltar eu prometo que explico tudo pode ser?
-Ok… Boa viagem!
-Obrigada! – disse-me com um sorriso no rosto, despedi-me com mais um abraço, ele seguiu para a porta de embarque, eu chamei um táxi e segui para casa do Pablo.

 

 

 

tags:
sinto-me: :3
música: shakira - sale el sol
link do postPor pablitoaimar, às 18:48  ver comentários (4) comentar

24.8.11

 Fica aqui então o outro capítulo como prometido :) os links em photoshoot1 e photoshoot2 são os links para as photoshoots.

Espero que gostem :)

 


 

Quando acordei tinha o Pablo, a observar-me profundamente, e com uma mão que fazia pequenas festas nos meus cabelos. Sorri, e o meu sorriso provocou outro no seu rosto.
-¿Ya despertado? – perguntei.
- Sí! Quedaste tan guapa en cuanto duermes. – disse-me passando uma mão pelo meu rosto.
- Sólo en cuanto duermo. Ahhh está bien… - brinquei…  e virei-me para o outro lado.
Ele envolveu o seu braço na minha cintura e sussurrou ao meu ouvido. –Eres guapa siempre cariño. 
Voltei-me para ele com um sorriso nos lábios e beijei-o suavemente, os seus lábios entreabriram-se para que as nossas línguas dançassem juntas, as suas mãos desceram do meu rosto, até ao meu pescoço, passando pelo meu braço, cintura, e voltando a fazer o mesmo caminho depois de ter parado na minha coxa. As minhas mãos puxavam o seu corpo para mim, e as nossas respirações começavam a perder o controlo. As minhas mãos subiram para o seu rosto, sentindo a sua barba e perdendo-se nos seus cabelos.
- Tienes que ir trabajar… cariño. – disse-me por entre beijos.
-No… ainda tengo tiempo.  – respondi-lhe puxando-o de novo para mim.
O seu corpo subiu para cima do meu, as suas mãos acabaram por remover a lingerie que tinha no corpo e brincavam agora com os meus seios enquanto me beijava o pescoço. Livrei-me dos seus boxers. Os seus lábios procuraram de novo os meus, as minhas pernas afastaram-se para que o seu corpo encaixasse na perfeição com o meu, e quando o senti em mim não consegui evitar soltar um gemido por entre os beijos. As suas mãos entrelaçaram-se nas minhas, os movimentos aumentaram de ritmo, as minhas pernas estavam cruzadas sob o seu tronco puxando o seu corpo contra o meu, os gemidos ecoavam pelo quarto, e rapidamente chegamos os dois ao pico do prazer, deixando os nossos corpos descansarem suavemente um sobre o outro depois de um fantástico e delicioso orgasmo.
Assim que recuperamos o folgo, plantei pequenos beijos sobre os seus lábios e levantei-me.
Tomei um banho relaxante, ainda tinha 1h. Optei por um look descontraído ainda que arrojado para ir trabalhar. Uma camisola branco com bordados que combinava com uns calções em pele preta de cinta subida. Para completar o look, saquei dos meus Jeremy Campbell pretos que me custaram os olhos da cara na London Fashion week, decidi por uma mala amarela para realçar o look, cabelo ao natural, um pouco de maquilhagem e estava pronta. 

 

 

Preparei um pequeno-almoço para mim e para o Pablo, bastante saudável. Uma mistura de frutas tropicais com sumo natural de maça, e torradas com manteiga vegetal e pão integral.
-Me voy cariño hasta luego. – disse-lhe dando-lhe um beijo saboroso.
-¿Te vas a ver el vestido hoy? – perguntou-me.
-Sí, voy con Romi. – sorri.
-Y … ¿puedo verlo más luego? – perguntou.
-No… solamente en el día del casamiento.  – pisquei-lhe o olho e saí.
Segui no meu Alfa Romeu Giulietta até aos estúdios da Vogue, hoje tinha de preparar o look para mais duas photoshoots1, em parceria com a fotografa, estava também por nossa responsabilidade o penteado e a maquilhagem a usar em cada uma das photoshoots2
O que no fim acabou por correr as mil maravilhas, até porque eu e a fotografa tínhamos o mesmo gosto em looks, e acabou por resultar num conjunto de fotos fantásticas.
Saí do trabalho e passei por casa do Savi para levar a Romi comigo. As lojas de vestidos em Lisboa estavam fora de questão, as da minha cidade também, e até mesmo a possibilidade de poder usar o vestido que a minha mãe tinha usado estava fora de questão… Isso era uma tradição que eu não queria seguir, por mais fantástico que achasse o vestido. Queria no fundo que ela pudesse manter essa “recordação material” com ela e que eu tivesse a minha própria recordação material. A questão era, quando apresentei a minha colecção em Barcelona, tive a oportunidade de conhecer umas das melhores designers de vestido de noiva do mundo. Pnina Tornai. E como a possibilidade de ser eu a fazer o design do meu próprio vestido estaria fora de opção, porque não havia tempo para tal. Decidi, ligar-lhe e combinei com ela num hotel em Lisboa para que me mostrasse alguns vestidos da colecção para 2011. Eu e a Romi demos entrada no hotel e seguimos para a suite onde estava instalada a designer.

-Hello sweetie. – disse-me assim que me viu entrar. Abraçou-me e tratou de cumprimentar a Romanella logo de seguida.
-Cmon’ let’s see the dresses… I’m loving Lisbon and I wanna go out and have some fun in this town…. So let’s see the dresses… cmon’ girls.
Eu e a Romi ficamos embasbacadas quando reparamos que ela tinha trazido a colecção de 2011 toda. Haviam ali vestidos para todos os gostos e feitios e preços.
Eu queria algo que me fizesse sentir realizada e maravilhosa, mas ao mesmo tempo queria algo simples. Uns eram mais “noiva princesa” outros mais “noivas camisas de noite” mas existiam sempre os intermédios com rendas e eu adorava rendas. Mas foi logo o primeiro que ela escolheu para mim que me deixou completamente apaixonada, e por mais vestidos que eu experimentasse eu sabia que era aquele. Aquele era o vestido. The one! The Dress!
Era branco pérola com decote em coração, adornado por pedras e contas na parte de cima, com alças trabalhadas com rendas, em forma de roda e fluido para abaixo, com uma cauda relativamente pequena e possuía um laço, absolutamente querido incorporado no vestido que rematava as costas.
Estava apaixonada, e nada me ia demover de levar aquele vestido comigo. A Romi, até ficou comovida com o vestido, e apesar de não ter ali a minha mãe para me ajudar eu sabia que ela ia adorar tanto quanto eu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(para ver a imagem do vestido maior clica aqui)

tags:
sinto-me: *-*
música: tiffany page - something about him
link do postPor pablitoaimar, às 18:14  ver comentários (5) comentar

mais sobre mim